Santuário

Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem

07h

08h30
11h
18h
19h30
21h
07h
08h
18h15
07h
08h
18h15
07h
08h
18h15
07h
08h
12h15
18h15
07h
08h
12h15
18h15
07h
08h
18h15
Domingo - Missa

07h

Você está em:

Festa da Padroeira

Nossa Senhora da Boa Viagem é uma denominação mariana da Igreja Católica comum em  Portugal e no Brasil. Enquanto naquele país ela é louvada por ser a padroeira dos navegantes, aqui ela se tornou, graças à fé dos tropeiros que transportavam carga pelo interior do país, a protetora dos viajantes e, até hoje, recebe esta menção.

Há mais de 300 anos, Nossa Senhora da Boa Viagem abençoa esta terra. Sob a sua proteção a fazenda Curral Del Rei virou vila, depois arraial, e logo se transformou na capital de um dos principais estados do país.  A festa de Nossa Senhora da Boa Viagem traz  a memória e a identidade da capital mineira.

Nossa Senhora da Boa Viagem é a padroeira de Belo Horizonte desde 1932. O título foi oficializado pelo papa Pio XII, a pedido do cardeal dom Carlos Carmelo de Vasconcelos Mota. Sua grande festa acontece do dia 6 ao dia 15 de agosto, dia que lhe é dedicado como padroeira. Nesse período são realizadas novenas, missas, a Caminhada com Maria (peregrinação que percorre as igrejas,  com a denominação de Maria, existentes na arquidiocese), quermesse, apresentações  artísticas e culturais e a magnífica procissão luminosa que percorre a área central de Belo Horizonte e termina em frente à igreja, com uma missa campal, que atrai milhares de devotos.

A Festa da Padroeira é um evento que consolida o turismo religioso em Belo Horizonte pela beleza e religiosidade do povo mineiro, e integra o Circuito Turístico da cidade. Neste período a igreja recebe a peregrinação de devotos, que vêm de várias partes da região metropolitana e também de outras localidades.

Nossa Senhora, Companheira em nossa viagem rumo ao céu!

Que gratos temos que ser com Jesus por nos ter dado a sua mãe como companheira da nossa viagem por este mundo rumo ao céu!
Nossa Senhora, cumprindo a vontade de Deus, nos ofereceu o único caminho para chegarmos à terra prometida: O Reino de Deus, aqui na terra e depois definitivo e eterno junto ao Pai.
Para lá caminhamos, para lá avançamos a cada dia… Para chegar ao f m da viagem, não podemos nos desviar do caminho e é por isso que precisamos lembrar o que nossa Mãe e companheira nos fala: “Façam o que Ele lhes disser” (Jo 2,5).
Seguir o Caminho é seguir Jesus, é ouvir a sua Palavra e pô-la em pratica no nosso viver, no dia a dia, nos acontecimentos da família, da Igreja e da Sociedade de hoje. E não só vivê–la, como também, anunciá-la para que, aos poucos, muitos se convertam e, como nós, se coloquem a mudar seu agir e o mundo seja transformado segundo a palavra da Vida, a Palavra de Jesus.Seguir o Caminho, segundo a Palavra de Jesus, nem sempre é fácil, ao contrário é um grande desafio para nós cristãos, porque viver e anunciar os valores do Evangelho, incomoda a muitos, a muitos que são chamados a viver o amor generoso, a compartilhar, a ser mais justos, a se libertar do egoísmo. Tudo isso incomoda hoje, assim como a pessoa e as palavras de Jesus incomodaram a muitos no seu tempo.Mas Nossa Mãe nos consola, nos anima, intercede por nós, para que não fraquejemos, para que nos mantenhamos firmes no Caminho único que nos foi oferecido: Jesus, sua Palavra, sua missão, sua Igreja. Nossa Senhora nos acompanha no desafio de concretizar hoje, neste mundo, nesta sociedade, o Projeto de Jesus: construir o Reino de Deus!
Façam o que Ele lhes diz! E Ele nos mandou celebrar, em sua memória, a Eucaristia, fonte da nossa vida eclesial, onde cada um de nós, reunidos fraternalmente, nos encontramos com Jesus vivo. Na Eucaristia, Ele nos ilumina com sua Palavra e nos alimenta com a sua própria vida. Na celebração adoramos o Cristo, nos unimos com Ele e, no fundo do ser, sentimos como Ele nos envia a oferecer ao mundo um testemunho de fé e de amor. Junto a nós, caminha Nossa Mãe, sempre firme ao lado dos seus f lhos e filhas, os irmãos queridos do seu Filho Jesus!
Como não agradecer a Deus seus tão grandes dons. Digamos sempre como Nossa Senhora: “Minha alma exalta o Senhor, meu espírito se alegra em Deus meu Salvador” (Lc1,46). E nestes dias da Novena de nossa padroeira, acolhamos o que Deus quer nos dar para que, com a Senhora da Boa Viagem, avancemos nos caminhos de Jesus!

Padre Alejandro Fabian do Carmo, sss