Santuário

Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem

07h

08h30
11h
18h
19h30
21h
07h
08h
18h15
07h
08h
18h15
07h
08h
18h15
07h
08h
12h15
18h15
07h
08h
12h15
18h15
07h
08h
18h15
Domingo - Missa

07h

Você está em:

Vigília Pascal: Santuário Arquidiocesano de Adoração Perpétua fica repleto de peregrinos

Muitos fiéis participaram da Vigília Pascal presidida pelo arcebispo dom Walmor, no Santuário Arquidiocesano de Adoração Perpétua – Igreja Nossa Senhora da Boa Viagem. Concelebraram o padre Marcelo Silva, reitor do Santuário, e demais padres sacramentinos. A Vigília começou com a bênção do fogo novo, na entrada do Santuário Arquidiocesano de Adoração Perpétua. Em seguida, foi iluminado o Círio Pascal, sinal da presença luminosa de Cristo. A partir da chama do Círio, foram iluminadas as velas de todos os fiéis que participaram da celebração, gerando uma bonita cena no interior do Santuário Arquidiocesano.

Durante a homilia, dom Walmor se recordou que em todo o mundo, nas muitas Igrejas, fiéis celebram a Vigília Pascal, uma noite em que cada pessoa tem a oportunidade para deixar-se tocar pela Palavra de Deus. O Arcebispo sublinhou que as Sagradas Escrituras mostram a centralidade do ser humano na Criação. “Deus, a quem tudo pertence, nos coloca no lugar da regência do mundo para fazer valer a lógica do amor. Nada é mais grandiosa do que a marca que cada pessoa leva: filhos e filhas de Deus. Essa regência não é para que cada pessoa seja dominador, mas servidor.”

Nesse sentido, o Arcebispo advertiu que a Páscoa do Senhor não é simples ritual a ser celebrado. “A Quaresma, a Semana Santa e a Páscoa são oportunidades para recuperarmos a consciência do amor de Deus, para sermos, pelo menos parcialmente, instrumentos desse amor, conformando a nossa vida à vida de Cristo.”

Conforme explicou dom Walmor, a sociedade só muda com a força do amor. “Reconhecer a força do amor de Deus é o primeiro passo para alcançar mudanças. As transformações profundas e necessárias não acontecem a partir de brigas ou palavrórios. Sem confiança em.Deus, humildade, diálogo, continuarão as intolerâncias e o fundamentalismo. Crescerão as violências.”

Neste domingo, 1º de abril, às 8h, o Arcebispo celebra a Missa de Páscoa no Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade – Padroeira de Minas Gerais.

 

VEJA TAMBÉM